Leituras: A Ilha dos Ossos

Category: BlogLeituras Comments: 2 comentários

resenhas

A Ilha dos Ossos (Ed. Draco, 296 páginas) é o segundo livro da saga Athelgard, uma alta fantasia de autoria de Ana Lúcia Merege. O primeiro livro se chama O Castelo das Águias (Ed. Draco) e trata da chegada de Anna de Bryke ao Castelo das Águias, uma espécie de academia para jovens que vivem nas Terras Férteis e arredores. Neste primeiro livro, a história é centrada no relacionamento incipiente entre Anna e Kieran, um mago de trejeitos duros e um extenso currículo como soldado, o que o deixou amargo e cínico. O romance é o pano de fundo e fio condutor da história, mas as intrigas palacianas e as ameaças do convívio nada amigável dos vários reinos de Athelgard formam o estofo da narrativa.

ilha_dos_ossos

Este segundo romance é completamente diverso. Apesar de iniciar no Castelo das Águias, onde Kieran e Anna formam um casal, a história se passa bem longe dali. O primeiro romance era narrado por Anna; neste, temos o ponto de vista do mago Kieran. Anna desaparece quando fazia uma viagem e o mago guerreiro sai em seu encalço.

O livro é uma mistura muito interessante que flerta entre a aventura e a ação; em alguns momentos, temos a sensação de termos saltado para dentro das páginas dos Três Mosqueteiros ou do Conde de Montecristo. E não se trata de plágio, obviamente, mas da forma como a autora conduz a história. É notável o tratamento dado a Kieran, o protagonista, que precisa conciliar a preocupação e o desespero constante pelo desaparecimento de Anna com as decisões táticas e práticas de um ex-soldado que precisa se virar sozinho para cumprir a missão mais importante da sua vida.

A autora explora aspectos bastante diversos de Athelgard, o mundo fantástico representado no mapa abaixo. Deixamos de lado Riverast, Vrindavahn e a Floresta das Águias e nos aventuramos ao Oeste, nas terras inimigas onde o porto obscuro de Bulforg é a ponto de entrada para ilhas recheadas de piratas.

athelgard

A Ilha dos Ossos é um texto mais denso que O Castelo das Águias. No primeiro, a juventude e a ingenuidade de Anna – a mais jovem professora da Escola – equilibravam a narrativa e destilavam certa leveza ao romance. Aqui, temos piratas cruéis e bandoleiros que não hesitariam em cortar as gargantas de seus companheiros de viagem se isso lhe trouxesse algum benefício. É óbvio que a história, centrada em Kieran, teria no lado obscuro da vida de Athelgad um peso mais acentuado. Afinal, o mago, mesmo apaixonado e devoto à sua amada, ainda parece esconder segredos de sua vida pregressa ao cargo de guardião das águias do Castelo.

Resumidamente, temos um excelente trabalho da autora, que mostra estar afiada como nunca neste seu segundo romance da saga. Para quem gosta de histórias de aventura e fantasia épica, é uma excelente escolha.

Boas leituras.

Informações sobre aquisição: aqui!

2 comentários para Leituras: A Ilha dos Ossos

  • Ana Lúcia Merege  disse:

    Muito obrigada pela leitura atente e pela resenha! Espero que muitos outros leitores conheçam e gostem desta aventura.

  • A.Z. Cordenonsi  disse:

    :)

Deixe uma resposta


*

Você pode usar estes elementos HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>